Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009

letting you go (quarta parte)

                O tempo ia dando sinais de não querer esperar pelas juras de amor eterno, nem pelos olhares. Não se deixava cair nas falácias da magia e avançava tão leve quanto se pode ser. A manhã, certa da sua decisão, ia raiando no horizonte. E nós íamos ficando, segundo após segundo. Enquanto o corpo ia revelando sinais de cansaço e dormência. Exigindo um reescrever do tempo e do universo, para compor um “foram felizes para sempre” na história do nosso destino. 

Eu queria poder esquecer os “mas” e os “se”, esquecer as razões dos porquês. Poder reescrever a verdade, e o tempo.

Não, eu não pedia o mundo, nem o universo ou as estrelas. Cheguei a ambicioná-los mas agora não. Tudo o que eu desejava era ficar ao teu lado, e acreditar que isso seria mais que possível, que era o destino.

 Como eu queria poder perder-me no acordar suave da tua pele dia após dia; adormecer, simplesmente por adormecer sob o brilho quente do teu olhar. Queria-te a ti ao meu lado, nas longas caminhadas pela praia, descalços bem junto à água, acalentados nos beijos das nossas mãos dadas. Queria-te a ti e a mais ninguém, sentir o ciúme amargo sobre o meu olhar, e ver o teu sorriso travesso dia após dia dominar-me. Ansiava pelo teu beijo nos dias frios e sombrios, e pela tua força para os enfrentar; queria o teu olhar e paixão presente para me acariciar nos dias prósperos de sol. Queria poder ser aquela que te dá força para viver, a tua razão de existir, num amor eterno. Acima de tudo, queria o teu amor, a tua paixão traquina, implicasse isso o que implicasse, queria poder fazer-te feliz.

 

 

 

 Seria ambicionar o impossível, desejar mais que o momento do presente?

Seria mais que pecado beijar os teus lábios?

Seria crime amar-te, ter te aqui e seres meu?

Será sonho ou verdade, miragem ou premonição?

Amar-te era sentir os nossos lábios, que sabiam agora a proibido. Sentir que eles haviam roubado o doce sabor da magia, e deixaram-se misturar á fome do desejo. Simplesmente porque sim. Somente porque nós havíamo-nos perdido a noção do razoável, e das regras do mundo. Amar-te era perder a noção dos sentidos, dos “se” e “porque” e render ao que de mais verdadeiro havia, o nosso amor! Amar-te era ter tudo de ti e mesmo assim ambicionar mais. Amar-te era perfeito, tão perfeito qual lamina de uma espada, tão perfeito quanto fatal para a felicidade dos dois.

Amar-te não é vergonha, medo, nem injuria. Amar-te e sentir desejo, é querer mais que sonho, ou um momento. Amar-te não é dar a vida por ti, mas entregar a vida ao que sentimos. Amar-te é querer o teu sorriso travesso, as tuas travessuras e este nós de uma forma mais profunda a cada dia que passa. Amar-te foi deixar-me fluir no momento, deixar reinar o pecado, e só querer mais. Amar-te foi sentir o compasso acelerado do teu coração, bem de encontro ao meu, deixar reinar o sono dos dois e entregar-me a ti, simplesmente apaixonada.

               

 

E viva o amor e a lamechice!!!!!!!!!!!! Eheheh

Não sei porque carga de água, estou a ficar mais lamecha a cada segundo, estou a pensar seriamente em procurar um xarope, ou um chazito milagroso contra a lamechas que me tornei! Não, malta não se metem a inventar nem mandar por ar, não existe inspiração nem divina, nem profana, nem mítica, nem real!!! Continuo sozinha e feliz, com o coração bem dentro do meu peito sem o entregar a ninguém, para bem da minha sanidade mental! Ok? Fixe!

Tou lamecha? Tou muito, por isso aproveitem…os/ as apaixonados/as e os/as que esperam pelo príncipe do cavalo branco (bastante mais económico que o carro nos dias que correm, é que o preço da palha, para o do s combustíveis quer se dizer…um fardo de palha aos cem é muito mais barato ne?)

Bjitos lamexas malta

 

sinto-me: decidida a aproveitar o sol
Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

mimada =D

minha gente alooooooooooooooo

 

 devo avisar que hoje tou mais chata e o habitual, porque recebi mimosssssss =D

 

por isso primeiro de tudo quero agradecer à maluquitaM (apenasmeu.blogs.sapo.pt/)pelos mimos que me mandou. obrigada mesmo

 

para quem quer saber os mimos foram:

  

 

 troféu do amigo

  "Esses blogs são extremamente charmosos. Esses blogueiros têm o objectivo de se achar e serem amigos. Eles não estão interessados em se auto promover.

Nossa esperança é que quando os laços desse troféu são cortados ainda mais amizades sejam propagadas.

Entregue esse troféu para oito blogueiros (as) que devem escolher oito outros blogueiros(as) e incluir esse texto junto com seu troféu."

entao como eu acredito que niguém se vai importar se eu entregar mesmo só a em merece aqui vão os contemplados:

http://www.sorriparaavida.blogspot.com/

http://mundomaisquereal.blogspot.com/

 

 

 

Como não á um sem dois, aqui vão mais mimos que recebi:

 

 

este prémio entrego a: 

 http://www.sorriparaavida.blogspot.com/

http://mundomaisquereal.blogspot.com/

http://sosobraisto.blogspot.com/

 

 

 

e finito 

estes últimos mimos entrego a:  

 

 

 

 

http://www.sorriparaavida.blogspot.com/

http://mundomaisquereal.blogspot.com/

  

 

 

 muito obrigada a maluquitaM!!!!!!!!!!!!!!!

 

 e até a proxima pessoal

sinto-me: mimadaaaaaaaaaaa (sabe bem)
Domingo, 22 de Fevereiro de 2009

letting you go (terceira parte)

             Levemente vimos o sol brincando com o horizonte. Subtilmente os vestígios de uma noite mágica saíam astutamente de cena, esperando um novo recomeço. Mas nós íamos ficando, nós e o nosso baloiço.

 

                Eu sabia que, devia de exigir certezas, devia de nos exigir verdade. Não devia de acreditar na magia que muitos podem inventar. Não, não devia duvidar, (ou será que deva?). Mas a minha alma devia de exigir algo que me impedisse de sofrer e chorar, devia de se por a salvo das lágrimas, que não consegue evitar.

Sim eu sabia que era assim que deveria de ser. Que não devia de me enganar nos teus olhos, que fixos nos meus, detinham todo o brilho que no muno poderá existir. No toque quente, seguro e fiel da nossa pele e muito menos no suave saber da vida ao teu lado.

Eu devia de saber dizer “basta”, devia de saber negar este quente aproximar que se ia instalando. Não estava certo, simplesmente, puramente não era justa esta sedução, este encanto pelo qual me deixei levar.

 

 

 

Mas não, não era amargo o sabor do desejo. Era doce, doce como mel, doce como verdade. Doce como o quente das nossas mãos, como o calor do teu olhar. Doce! Sim, foi doce o aproximar, soube a certo, a verdade. Soube-me a real!

Doce, ou talvez divino, qual néctar dos deuses na Terra, sim foi esse o sabor suave e contagiante dos teus lábios, levemente húmidos ao tocarem os meus.           

            Suave, sim foi suave o encontro tão esperado das nossas bocas. Suave e leve como se estivesse destinado a ser assim para sempre. Foi magicamente perfeita a sedução, que fomos revelando, ingratamente boa e desejada. E de olhos fechados simplesmente senti, o sabor quente e ingratamente desejado do momento, que não havia dúvidas, ser nosso!  

 

 

 

 

 

 

 

BOM CARNAVALLLLLL !!!!!!!!

 

Pois é chegou a altura do ano de tirar as fatiotas do armário (mesmo quanto vocês não sabem que máscara é que é aquela!!) dar uns retoques e dançar até não dar para mais!!!!!! Sim porque pelo menos enquanto o carnaval durar, o mundo aprende a enfrentar os problemas com sorrisos na cara, e isso é algo muito mais importante do que ás vezes parece

 

por isso cybernautas, depos do dia mais lamexa do ano está na hora de ir aproveitar o sol, a vida e as mascaras. have fun maltaaaaaaaaaaaa...

(ps. aconselho mesmo a ouvir a musica que me inspirou neste post é linda ,e sim muito lamexas)

guigas...

 

sinto-me: prontississima para o carnaval
música: Jesse McCartney - Because You Live
Sábado, 14 de Fevereiro de 2009

letting you go (segunda parte)

 

 

 

 

                Não sei se foi magia ver, o brilho dos teus olhos rasgarem em mim um sorriso sincero, não sei que espécie de feitiço me lançaste, para deixar de parte os problemas de um mundo a que chamam real. Espero ainda por descobrir que espécie de alucinação me atingiu, para poder adormecer e ao acordar desejar pura e simplesmente ver os teus olhos como da primeira vez.

 

 

                Acordei como medo que tanta magia estivesse condenada a ser mentira, acordei com receio que não estivesses ali, que tanto desejo não fosse mais que pura ilusão, ou unicamente mentira.

Contudo ainda antes de te vislumbrar, fui sentindo os teus sentidos a invadir os meus, levemente, como uma criança que não pede licença para nos encantar. O bater do teu coração calmo perfeitamente compassado, ia seduzindo o meu; as nossas mãos dadas, o abraço que nos envolvia, o calor que nos assistia ou as suaves palavras perdidas nos murmúrios do tempo faziam me acreditar, que éramos verdade.

Que num mundo onde amor, é só mais uma palavra perdida no dicionário do medo, ou solidão, nós éramos a verdade que todos teriam temor de encarar. O amor que superou as histórias ou contos, lendas e piadas, o amor que saiu com toda a magia, verdade e encanto, de um qualquer livro de magia, de contos de fadas e encarnou a verdade da vida, para infelicidade e terror de quantos tinham medo dele.

 

 

 

 

               Podia ser mentira, podia ser sonho, mas não era, porque ao abrir os olhos, foram os teus a primeira coisa que vi, a ligação forte, segura, e nossa que nos seduzia. Não era um sonho, simplesmente não era mentira, era verdade, a verdade éramos nós e mais ninguém.

 

Suavemente deixamos o amanhecer surgir, como uma cortina que vamos desvendando. Tranquila e seguramente, desmascaramos todos os segredos, e esconderijos de um sentimento que dizem chamar-se amor.

 

 

 

E como  o prometido é devido, aqui está a nova parte da história.

 

hoje nao vos vou chatear muito, mas FELIZ DIAAAAAA dos wallys, ou da depressao, ou ate mesmo quem sabe da felicidade dependendo da abécula que me lê nete momento !!!!!!!!!!

divirtam-se  e aproveitem, este dia fantastico dedicado ao que de melhor temos a capacidade de amar, ela está lá todos os dias, mas se precisamos de um dia para nos lembrar-mos que n importa tudo o de mal acontece temos sempre o amor, pois que aproveitemos este dia da melhor forma!!!!

 

bom dia malta... nao dos namorados mas do AMOR !!!!!!!!!!!

e agora, façamo o favor de comentar se quiserem, e depois sair desta pagina com um sorriso ...aproveitem...

 

 imagem retirada  do sitio : http://wefunction.com/wp-content/uploads/2008/05/type_loving_you.jpg

sinto-me: in love pela vida...
música: no air - jordin sparks ft chris brown

mE

os segredos mais recentes!!

saudades...(sniff)

A CAMINHO...BREVEMENTE...

mimada!!!!

o melhor do vento...

sente os meus passos!

Segredar ao vento ... shi...

segredos arquivados

Fevereiro 2010

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28

tags

todas as tags

está na hora de sorrir para a vida

ando com os olhos...

quantos vagueiam no vento

hoje foste o número...

Hit Counter
Free Counter

mimos entregues ao blog

ps.

* a imagem deste template foi obtida do site www.templatesdalua.com, não tendo tido eu qualquer responsabilidade na sua criaçao. * as imagens que ilustram os post são obtidas na internet, nao tendo eu tido qualquer responsabilidade na sua criaçao.
blogs SAPO

subscrever feeds